A equivalência tem impacto na trilha do aluno, pois, caso o aluno já tenha sido aprovado no(s) curso(s) equivalente(s), o aluno será liberado da realização deste novo curso na trilha. Permite configurar equivalência entre cursos, aplicando a condição E/OU.

Veja os casos abaixo, sendo X o curso que possui equivalência:

  • Curso A E B – equivalente a curso X.

Neste caso, quando curso X está na trilha do aluno, e ele tenha já a aprovação nos cursos A + B + “n”, poderá prosseguir para realizar o próximo curso de sua trilha, “pulando” o curso X. O curso X na trilha contará para cálculo do andamento e aproveitamento da trilha como se tivesse sido realizado (concluído e aprovado).

  • Curso A OU B – equivalente a curso X.

Neste caso, se aluno aprovado somente no curso A ele tem equivalência no curso X. Se o aluno é aprovado somente no curso B, ele também tem equivalência no curso X. Em ambos os casos, esta equivalência impactará na liberação dos pré-requisitos, andamentos e aproveitamento da(s) trilha(s) nas quais o curso X está publicado.


Cadastrando uma equivalência: